Já viu esse aqui?

25 junho, 2016

Que tal um refri estupidamente gelado?


As 3 únicas edições de Defensor Destemido, publicadas pela GEA (1972)



24 junho, 2016

Você sabia que o Demolidor já teve outro nome aqui no Brasil?

Demolidor, por Paolo Rivera
Uma coisa que sempre me incomodou desde que comecei a ler Demolidor (na saudosa Superaventuras Marvel, em meados da década de 1980), foi porque diabos traduziram Daredevil como Demolidor. Ao pé da letra, seria algo como Demônio Destemido ou simplesmente Destemido, Ousado, Audaz. Bom, o fato é que o Demolidor foi criado em 1963 e já em 1969 aportou aqui pela EBAL. Pesquisei, pesquisei, mas não consegui encontrar o porquê do termo Demolidor. É óbvio que queriam algo que iniciasse com "D" em razão do uniforme dele com essa letra, mas porque esse nome?
O Demolidor (Ebal, 1969)
 Alguns dizem que foi por conta do personagem da DC, o Desafiador (Deadman, no original, criado em 1967), mas ele só aportou em terras brasileiras na década de 1970. Ou seja, o nome (mais aproximado, a meu ver) estava disponível antes. Logo, esta não é a explicação e o mistério prossegue.
Desafiador com o Batman, em 1972
Em 1972, a editora GEA (que faliu em apenas um ano) lançou três edições do homem sem medo e tentou adequar seu nome aos dois Ds que constavam do novo uniforme. Daí, surgiu o Defensor Destemido.
Defensor Destemido (1972)
Depois, nosso amigo Matt Murdock voltou a ser publicado no Brasil apenas em 1975, pela Bloch Editores.

Algumas heroínas, por Melissa Ballesteros




Agente Carter, por Nick Swift

Clique para ampliar! 
Tamanho wallpaper

20 junho, 2016

DC Comics presents #3: Superman & Shazam! (1984, traduzida)

A dica foi do +Rivi Del e a HQ é bem interessante. Claro que trás um pouco daquela inocência pré-Crise nas Infinitas Terras, onde personagens viajam entre dimensões físicas ou mágicas sem maiores explicações (ou com explicações pueris). Porém, é uma HQ histórica, pois trata-se de uma ocasião em que o Dr. Silvana adquiriu os poderes do Capitão Marvel. Além disso, é um roteiro de Roy Thomas, com desenhos de Gil Kane, uma dupla que muito brilhou nas páginas d'A espada Selvagem de Conan.

O que aconteceria se... Calvin encontra-se as velhas revistas de espada e magia de seu pai?

Montagem: Calango
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...