Já viu esse aqui?

15 abril, 2016

[OPINIÃO] Homem Aranha: Azul

Essa é uma obra-prima de Japh Loeb & Tim Sale. Uma daquelas histórias que fazem muito marmanjo suar pelos olhos. Afinal, estamos falando de Gwen Stacy. Mais! Trata-se de Peter Parker rememorando como ele foi promovido nerd sacaneado da turma para o namorado de Gwen Stacy (com direito a disputa amorosa de Mary Jane Watson!) 

"Ah! Mas isso é bobagem! Eu quero mesmo é aventura e não romancezinho.", dirão os hereges.
Prezados, o contexto aqui é o seguinte: todos os anos o Homem-Aranha visita o topo da Golden Gate e deposita uma rosa em homenagem àquela que foi o maior amor de sua vida. Sim! Mesmo casando depois com Mary Jane, esse sentimento parece que se mantém. Pois bem, a morte de Gwen Stacy havia ocorrido em 1971. Em 1992, 21 anos depois, esses dois loucos (Loeb e Sale) resolvem fazer o Homem-Aranha se amargurar narrando sua história com Gwen Stacy num gravador velho para... para o quê? Para tentar sofrer menos. Nessa história, não veremos novamente a morte de Gwen Stacy, mas a história de como ela e Peter se apaixonaram e começaram a namorar.

É claro que "antes de melhorar tudo tem que piorar" na vida do amigão da vizinhança. Essa parece ser a dinâmica da vida dele. Antes de virar o herói, o tio precisou morrer. Antes de Mary Jane se tornar a mulher que casaria um dia com ele, Gwen precisou morrer. E antes que Gwen se torna-se o amor de sua vida, uma série de vilões tiveram que tentar estragá-la. Sim! Vemos o Homem-Aranha em combates clássicos contra Rino, Abutre, Kraven, Duende Verde, Lagarto. Mas também vemos: que Flash Thompson, algoz de Peter Parker, era o fã número um do Homem-Aranha; como Peter Parker e Harry Osborn foram dividir apartamento (lembra da trilogia de Sam Raimi?); como Peter e Gwen se conhecem e, para assombro da turma, o nerd parece que está ganhando a parada; e para maior assombro ainda, como esse Peter Parker, o azarado mais sortudo que os quadrinhos já viram, vai parar no meio de uma disputa amorosa entre as duas maiores gatas da parada (MJ e Gwen); e, finalmente, entendemos o quão grande foi o sofrimento de Parker quando Gwen morreu meio que por sua culpa (sequestrada por seu arqui-inimigo, pescoço quebrado pelo ímpeto em puxar a teia para salvá-la).

Se a HQ que contou a morte de Gwen Stacy chocou os fãs, essa HQ fez todos nós chorarmos com Peter. E como Loeb pode ser cruel ao extremo, ainda há uma pitada de sadismo quando MJ escuta um pedaço da gravação!!!
A arte é irretocável. Simples e minimalista, como em outras obras de Tim Sale. Com destaque para as figuras femininas e as releituras de desenhos de John Romita Sr.
Nota? 10, com louvor!
Obra imprescindível em qualquer coleção.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...